segunda-feira, julho 03, 2006

Serra da Estrela (again!)

Este fim de semana foi uma fotocópia do último fim de semana. Claro que as personagens foram diferentes, escalámos em sectores novos e trepámos por vias mais guapas, houve encadeamentos mais duros e outros mais frouxos, o jantar foram pizzas e não sardinhas assadas, o tempo esteve mais ameno e a viagem foi mais rápida, mas de resto o cenário foi igual: sábado, Barroca e domingo, Corredor dos Mercadores e Cântaro Magro.
.
Para não me tornar repetitiva neste blog onde apenas se espera ler novidades e cenas interessantes o meu "weekend report" será diferente. Desta feita vou apenas relatar a minha última experiência em clássica. No fim de semana passado tinha atacado a famosa das famosas, a via Luso-Galaica, e desta vez fui escalar a via dos Bons.
.
Já me tinham falado imenso da via, que era super aérea e acessível (6a+), que tinha um tecto cheio de presas, e eu, claro, estava cheia de expectativas. Durante a semana combinei com o meu "partner" de clássica, o Magno que eu faria o primeiro largo a pôr material e ele faria o segundo (ele ainda não tinha encadeado o último largo e estava cheio de ganas). Claro que depois de fazermos propaganda, houve pessoal da desportiva (e da clássica) que não resistiu e veio juntar-se a nós. Assim, e depois de disfrutármos dos V arejados e de mais umas vias de super qualidade do Corredor dos Mercadores, partimos eu, o Magno, o Márcio Parente e o João rumo à parte superior da face oeste do Cântaro. Agora que penso, foi uma cordada de todos os cantos do país, Lisboa (mouralhada), S. Pedro do Sul, Porto e Covilhã...
.
João a ver a via
.
Fizémos cordadas dois a dois e eu lá iniciei o primeiro largo. O L1 é bastante fácil correndo por umas placas com fissuras onde dá sempre para pôr um friendzito ou um entaleco.
.

Eu cheia de entalecos e friends

O primeiro largo da via dos bons

Chegada à reunião e depois de umas peripécias protagonizadas pela minha pessoa, que tem fortes raízes de desportiva e pouco ou nada percebe de clássica, lá nos juntámos os 4 na reunião que dava acesso ao segundo largo.
.
O João e o Márcio na reunião do primeiro largo
.
Quem foi a pôr material (que na realidade não pôs nada...) foi o Magno, e eu fui seguidinha dele no meu primeiro "top-rope" em clássica. Este segundo largo pôe o primeiro largo a um canto. Logo para sair da reunião tem um passo em dufer existente e a via segue por uma fissura que vai dimunuindo de tamanho exigindo sempre uma escalada muito técnica até chegarmos a um tecto com presas boas que nos deixa na imensidão do vazio, com 200 metros de ar debaixo dos nossos pés.
.
Eu a dobrar o tecto
.
Mais eu depois de dobrar o tecto
.
O Magno, eu e o Márcio trepámos pelo tecto directo, já o João (conhecedor nato das vias do Cântaro) contornou o tecto por uma escalada fácil. Feliz cheguei à última reunião e cumprimentei o Magno que encadeou este largo sem recurso a entalecos ou friends, protegendo apenas nas plaquetes e pitons deixados na via.
.
Acham que tá contente?!
.
Márcio no segundo largo
.
João a chegar à reunião
.
Os quatro estarolas no cimo do Cântaro
.
Foi sem dúvida outra excelente experiência. Pena que fiquei com imensas ganas de repetir a via para fazer a abrir o segundo largo, é que, como diria um amigo meu, escalar em segundo "é giro mas nao mola".

6 Comments:

At 03 julho, 2006 12:32, Anonymous Marcio Parente said...

Muito obrigado a todos os elementos da cordada.
Parabens ao Magno pelo encadeamento do L2 e a Isabel pelo L1. Obrigado Joao pelos ensinamentos.

Foi verdadeiramente fantastico.

A Repetir, sem duvida.

 
At 03 julho, 2006 14:16, Anonymous Grillo said...

Yesssss!!! Até que enfim começo a ver mais gente entusiasmada com a cena dos entalecos...

Muito bom!!!

 
At 03 julho, 2006 15:46, Anonymous Rui Rosado said...

oi isabel

muito fixe ver mais malta no cantaro sem ser no corredro dos mercadores. vai à via directa do marco, à via do Esporão, à Indios e à Cowboys. Sem esquecer das outras todas, estas são maravilhosas. Bjs Rosado

 
At 03 julho, 2006 21:37, Blogger chb said...

Hum... isto está a cheirar-me a conversão...
Parece-me k estás a começar a ficar rendida aos encantos da clássica... ou é desculpa para não apertar muito na desportiva? ;p
Bom relato do fds espectacular...

 
At 20 julho, 2006 17:56, Anonymous Anónimo said...

Hey what a great site keep up the work its excellent.
»

 
At 22 julho, 2006 04:29, Anonymous Anónimo said...

I find some information here.

 

Enviar um comentário

<< Home